Pensar fora da caixa

Não há consenso com relação a origem da expressão “pensar fora da caixa”.  Ela é comumente usada sempre que se espera por algo criativo, novo, ainda não imaginado.  Muitos atribuem ela a uma resposta para poder resolver o desafio que ilustra esse post.

Você seria capaz de unir esses nove pontos através de quatro linhas retas – feitas SEM TIRAR A CANETA DO PAPEL (nem voltar com a caneta por cima da linha)? A caixa é um padrão reconhecido muito facilmente pelo cérebro, por isso, para conseguir vencer essa charada, você precisa pensar fora da caixa!

Enquanto você tenta achar o resultado, vale lembrar que a criatividade é um fator, cada vez mais, importante nos negócios. A possibilidade de copiar modelos que estão dando certo faz da diferenciação fator fundamental para atingir lucratividade.

Por isso, é preciso ter novas ideias, combinar conceitos, experimentar novas ofertas, mixar produtos e serviços, buscando oferecer uma experiência única. Se você está com dificuldade de pensar como fazer isso, deve exercitar sua criatividade visitando museus, ouvindo músicas diferentes, lendo autores de diferentes estilos literários, experimentando novos sabores, fazendo novos amigos.

Afinal, a criatividade é como exercício físico: quem mais pratica, melhor está preparado. E você? Já encontrou a solução para o desafio? Gravei esse vídeo no youtube para mostrar a você como é possível, com criatividade, encontrar solução para coisas que, aparentemente, parecem impossíveis.

Mas para isso tem que PENSAR FORA DA CAIXA!

Por Marcelo Pimenta (Menta90). Jornalista, professor e criador do blog Mentalidades.
Conheça as palestras e cursos que ele oferece e saiba como ele pode te ajudar a inovar.

Comentários facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *