Pensar no valor é pré-requisito para inovar

 

Inovação Silvio Meira

Pensar no valor para inovar requer também ter um propósito. O texto na imagem acima foi extraído do livro Novos negócios inovadores de crescimento empreendedor no Brasil, de Silvio Meira, pela editora Casa da Palavra. Nele o autor chama a atenção para a mudança de comportamento das pessoas, que deixaram de comprar tecnologia e passaram a comprar soluções.

Concomitantemente, temos a explosão do design thinking como ferramenta para a inovação e as percepções de Osterwalder, tendo a Proposta de Valor como foco central de um negócio e de Steve Blank com a metodologia de Desenvolvimento pelo Ciente. Aqui no Mentalidades temos vários posts que tratam desses assuntos, por exemplo:Em uma startup, nenhum plano de negócio sobrevive ao primeiro contato com o cliente ou Desenvolvimento do cliente: modelo para criar produtos e serviços que geram valor

Nosso entendimento é de que o Valor acontece quando o cliente reconhece importância de produto ou serviço.  As duas características básicas no Valor percebido pelo cliente, que praticamente já se tornaram senso comum, são: Obter um ganho e Aliviar uma dor. Gerar um ganho pode significar oferecer uma novidade, dar resultado, surpreender com uma solução nova ou melhorada, distinguir o status social. Aliviar uma dor pode ser evitar um prejuízo, resolver um problema, impedir que algo dê errado.

Considere, então, que o preço pago revela a relação entre o produto e o valor percebido pelo cliente, que no final das contas paga pelo valor percebido e não pelo custo do produto.

Relembrando, o valor só será real, verdadeiro, se for – efetivamente – percebido pelo cliente. Para reforçar essa ideia, garimpamos um vídeo da Strong Educacional (de 2011) que é muito didático ao explicar que um cliente não compra um produto apenas pelo preço e qualidade. Dá uma conferida.

 

 

Por Márcia Matos. Jornalista, especialista em educação a distância, estudiosa do mundo digital, com muita experiência em Tecnologia da Informação, consultora e palestrante, com vários artigos publicados. Ex- funcionária do SEBRAE e atualmente, na equipe do Laboratorium, é coautora do TREM – Trilha de Referência para o Empreendedor.

Comentários facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *