A número de carros novos vendidos no Brasil no 1º trimestre de 2016 foi 17 mil unidades a menos se comparado ao mesmo período e 2015. Se a crise preocupa as principais montadoras, um novo competidor vem ganhando espaço com muita inovação e tecnologia. Na última semana, o setor automotivo protagonizou o pré-lançamento de um produto que tem tudo para ser um marco no segmento: Tesla Model 3.

O anúncio do modelo “de massa” criado por Elon Musk motivou mais de 200 mil consumidores a pagarem US$ 1 mil dólares para reservar um veículo que só será entregue no final de 2017. Até o domingo, 3 de abril, três dias após o lançamento, 253 mil consumidores já tinham fornecido seu cartão de crédito para garantir pré-compra. O carro elétrico tem preço base de US$ 35 mil com os confortos e diferenciais que um Tesla oferece: controle e monitoramento do veículo através de aplicativo no smartphone, baterias para longas distâncias e de carregamento rápido, capacidade de arranque de seis segundos para chegar a 100 km por hora. Para ativar o piloto-automático, o custo adicional será de cerca de US$ 3 mil. A novidade é que o Brasil está na lista dos países, além dos Estados Unidos, onde o veículo estará disponível.

O design inovador do modelo de negócio da Tesla não se restringe ao desenho do automóvel, que promete acomodar confortavelmente cinco pessoas. Ou por oferecer autonomia de mais de 300 km por carga na bateria. Passa pela estratégia inovadora de lançamento, pelo modelo de auto-financiamento (com a pré-venda ele já fatura US$ 235 milhões para ajudar nas despesas de pesquisa, desenvolvimento e produção), pelo serviço de assistência técnica onde o primeiro atendimento é feito remotamente e também pela interface de controle do veículo.

Exemplo de controle do teto solar: você escolhe onde quer o vento, o computador de bordo decide qual o tamanho necessário da abertura.

O lançamento do novo modelo chega ao mesmo tempo em que a Holanda, a Noruega e o Estado da Califórnia anunciam os estudos sobre possíveis datas para proibir a venda de carros movidos por combustíveis fósseis. Enquanto os holandeses pensam no ano de 2025, os americanos e noruegueses cogitam que as vendas serão proibidas em 2050. A Tesla é mais um exemplo de empresa, que, assim com o AirBNB, Spotify, NetFlix, Facebook, Google e Uber, não estão preocupados com o passado dos seus mercados –  estão dispostas a inventar o futuro. A hora é agora. Lembre-se que nessa nova economia, somos todos protagonistas.

Observe como é dirigir um desses.

 

Detalhes do painel de controle em touchscreem

 

Publicado originalmente no Blog do Empreendedor – PME Estadão.

 

Por Marcelo Pimenta (Menta90). Jornalista, professor e criador do blog Mentalidades.
Conheça as palestras e cursos que ele oferece e saiba como ele pode te ajudar a inovar.

Comentários facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *