No trabalho ou na criatividade, o mapa mental é uma excelente ferramenta auxiliar.

Tomar uma decisão, solucionar um problema, escrever um artigo, gravar um vídeo ou simplesmente imaginar uma viagem de férias. Antes de sair correndo, fazendo e acontecendo, organize-se. Já ouvimos isso, claro, mas nem sempre nos organizamos e nem sequer lembramos de ferramentas que podem ser verdadeiras “armas” nas batalhas do dia-a-dia. O mapa mental é uma delas. Que ajuda também no exercício da criatividade.

Tony Buzan, escritor inglês, é o responsável pela sistematização dos mapas mentais, “uma ferramenta para pensar”, segundo a wikipedia “usada por mais de 250 milhões de pessoas para ajudar a conseguir libertar o potencial do cérebro”.

Para criar um mapa mental você pode usar papel e lápis, um software ou qualquer outra ferramenta que domine (powerpoint ou prezi, por exemplo). Mas observe as dicas para desenhar seu mapa, formatadas no modelo de mapa mental, na imagem abaixo.

Mapa Mental TB

Se preferir usar um software para criação de mapas mentais, tente primeiro o Freemind, que possui licença livre. Pode baixar aqui.

Existem várias listas de livros e softwares para aprender a usar de desenvolver mapas mentais. Por exemplo, neste site – MapaMental – há muitas dicas e informações a respeito. Tudo muito interessante e bem organizado. Chama a atenção os resumos de livros usando mapas mentais.

Um exemplo de boa aplicação do Mapa Mental vem do especialista Marcio Okabe, que inclusive se apresenta por meio de mapas mentais. Usando o Mindmeister (que tem apps gratuitos para Android e IOS), ele criou um mapa mental para gravar um vídeo. Observe primeiro o Mapa e depois assista o vídeo, que ele gravou utilizando o mapa como guia. Aproveite também as dicas que ele dá no vídeo, analisando o site da Polifonia, muito boas.

Mapa elaborado pelo especialista Márcio Okabe

Mapa elaborado pelo especialista Márcio Okabe

 

Quer saber mais sobre mapas mentais? O wikimindmap traz links com fontes para ajudar a entender os conceitos envolvidos.

Mapa mental gerado pelo wikimindmap

Mapa mental gerado pelo wikimindmap

E lembre-se: fazer é a melhor forma de aprender. Incorpore a elaboração dos mapas mentais no seu dia-a-dia  e busque aprimorar e melhorar aos poucos. Estudar mais depois de ter feito alguns ajuda. Só assim você se tornará um expert.

Por Márcia Matos. Jornalista, especialista em educação a distância, estudiosa do mundo digital, com muita experiência em Tecnologia da Informação, consultora e palestrante, com vários artigos publicados. Ex- funcionária do SEBRAE e atualmente, na equipe do Laboratorium, é coautora do TREM – Trilha de Referência para o Empreendedor.

Comentários facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *