Menta90

Você está naquela fase entre o receio e o desejo de empreender? Esse é um momento decisivo para qualquer pessoa, e é necessário que, antes de começar o seu negócio, você esteja ciente da dedicação e da iniciativa que isso exige. É importante descobrir se você tem, ou deseja desenvolver, seu perfil empreendedor – aquele conjunto de habilidades, conhecimentos e atitudes que fazem um indivíduo criar e obter resultados positivos em projetos, negócios e empreendimentos.

Saiba que é possível você se realizar pessoal e profissionalmente apostando em outras soluções – não só tendo uma carreira convencional (tendo um emprego), mas pode abrir um negócio, criar um projeto social, entrar numa cooperativa, viajar fazendo escambo, ou seja, criar novas maneiras de ver a vida. Para te ajudar nessa etapa de descoberta, deixo aqui algumas referências, inclusive um teste de seu perfil empreendedor: http://trilhatrem.com.br/passo1/.

Mesmo que você busque carreiras alternativas, provavelmente haverá alguns comportamentos e atitudes que você deverá desenvolver: dinamismo e atitude. Afinal, você será o comandante do barco, terá que liderar pelo exemplo e não depender das interferências externas. Porque ser um empreendedor é um mindset, e não um carto. Por isso, a todo momento você tem que decidir quais riscos correr. Não se pode ficar esperando até que as condições estejam totalmente favoráveis. Até porque, provavelmente, elas nunca estarão!

Seu negócio precisa estar ancorado num propósito

Você já descobriu o seu propósito? Essa pergunta deve ser respondida ainda na fase inicial, porque a resposta pode te direcionar para que consiga unir aquilo que você gosta de fazer com a sua atividade profissional. Tenha em mente que, empreendendo, você enfrentará inúmeras dificuldades, vai ouvir muitos “nãos”, e precisará de motivação para manter sua ideia de pé. Se estiver trabalhando com algo fora da sua missão de vida, vai ficar muito mais fácil desistir. Concorda?

Então, se você tem como propósito, por exemplo, compartilhar e aprender com as pessoas, e tem talento e oportunidade de abrir uma lavanderia, pode investir para que ela se torne também uma escola, um local onde clientes e parceiros compartilham seu aprendizado. Esse é apenas um exemplo de como a sua missão pode ser aproveitada para criar ou transformar um negócio inovador – além de proporcionar realização pessoal.

Além do propósito, dinamismo e atitude, tomar a iniciativa de empreender envolve altas doses de proatividade e autoconhecimento. Ou seja, é preciso conhecer seus pontos fortes, aqueles que precisa desenvolver e aqueles que terá que buscar, por exemplo, num sócio ou nos seus funcionários. Conhecer a si mesmo é fundamental para ser um líder bem-sucedido, então comece agora a exercitar seu autoconhecimento!

Ps – Este post foi inspirado no 2º episódio da web série Inovação na Prática, que desenvolvo junto com o hub de criatividade “A Vida no Centro”, e tem base numa ferramenta que nos ajudará em todo o processo – a Trilha de Referência para o Empreendedor (TREM). Você pode ouvir os episódios via podbean ou Spotify.

Por Marcelo Pimenta (Menta90). Jornalista, professor e criador do blog Mentalidades.
Conheça as palestras e cursos que ele oferece e saiba como ele pode te ajudar a inovar.

Comentários facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *